Instruções para o exame: Imunofenotipagem p/ Marcador Isolado

Exigência Descrição
Materiais
  • Sangue periférico

ou

  • Medula óssea
Conservantes
  • EDTA
Volume Recomendável
  • Sangue: 4 a 8 ml
  • Medula: 2 a 4 ml
Tempo de Jejum
  • Jejum não obrigatório
Conservação
  • Até 2 dias refrigerado entre 2 e 8 oC
Critérios de restrição
  • Volume insuficiente
  • Ausência de formulário de requisição
Critérios de Rejeição
  • Conservante inadequado
  • Amostra coagulada ou com fibrina
  • Amostra hemolisada
  • Temperatura inadequada (refrigerada ou congelada)
Orientações para envio de amostras

Coletar a amostra em EDTA e enviar em temperatura ambiente (18°C a 25°C) em até 24h após a coleta, para as unidades da Genomika.

Documentos Obrigatórios

Metodologia

A metodologia usada no exame é Citometria de Fluxo.

Citometria de fluxo é uma técnica utilizada para contar, examinar e classificar partículas microscópicas suspensas em meio líquido em fluxo. Permite a análise de vários parâmetros simultaneamente, sendo conhecida também por citometria de fluxo multiparamétrica. Através de um aparelho de detecção óptico-eletrônico são possíveis análises de características físicas e/ou químicas de uma simples célula.

Limitações do exame

São interferentes na análise a contaminação da medula óssea com elementos de sangue periférico no momento da punção, hipocelularidade e uso de medicações citorredutoras.

Devido à baixa estabilidade da amostra, não realizamos imunofenotipagem para indicação clínica de doenças plaquetárias.

Para coleta de exames, é obrigatória a apresentação de documento original oficial com foto, de acordo com a resolução RDC/ANVISA N° 302.

Informamos que a validade das informações dessa mensagem é de 5 (cinco) dias úteis após sua geração. Para mais informações ou dúvidas, estamos sempre à disposição em nossos canais de atendimento abaixo ou via e-mail pelo atendimento@genomika.com.br.